sábado, 12 de maio de 2012

Micro hortas: uma boa idéia!

Antes restrita à área rural, a horticultura pode ser uma alternativa sustentável para atender as necessidades de consumo e renda nas cidades. Foto: Jerry Miner (GlobalHort)

O rápido processo de urbanização do Senegal reduziu as áreas disponíveis para o plantio de alimentos na capital (Dakar) e no entorno. Como consequência, houve o fortalecimento da agricultura urbana local, não só para atender às necessidades de consumo da população local, como também para gerar empregos.
A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), através do Programa de Horticultura Urbana e Periurbana, ajudou a introduzir micro-hortas em zonas de baixa renda de Dakar em parceria com o governo senegalês. O projeto introduziu novas tecnologias e inovação na agricultura urbana local, e em 2008 ganhou o Prêmio Dubai da ONU-HABITAT de Boas Práticas para Melhorar as Condições de Vida.

Um dos objetivos dessa iniciativa é facilitar o acesso das populações carentes à terra. O programa da FAO mobiliza recursos humanos para administração e pesquisa agrícola; promove a reutilização de resíduos agrícolas, como cascas de amendoim e arroz; e, como se trata de um programa com apoio governamental, é adotado por todas as categorias sociais, independente de idade e gênero. Mais de 4.000 famílias foram treinadas para trabalhar com hortas urbanas em Dakar e nas cidades próximas.
O programa também visa ajudar a criar cidades mais verdes, que podem enfrentar melhor os desafios sociais e ambientais, desde o melhoramento das favelas e a gestão dos resíduos urbanos até a criação de empregos e o desenvolvimento comunitário. Além disso, há a redução da complexidade e da extensão da cadeia de abastecimento de produtos, o que faz com que o alimento que chega à mesa do consumidor seja mais fresco e sustentável do que se viesse de outras partes do país, além de melhorar o acesso econômico dos pobres aos alimentos, pois a produção familiar de frutas e hortaliças faz com que os produtores locais obtenham renda com as vendas.
Embora haja escassez de terra na cidade no país africano, o cultivo é realizado em grande parte nos terraços e lajes das casas locais, o que garante que o plantio de hortaliças possa ser feito em qualquer época do ano, mesmo nas condições semidesérticas locais.

O impacto positivo da horticultura urbana é notado em cidades do mundo inteiro, principalmente para crianças, jovens e mulheres. No Senegal, os participantes do programa de micro-hortas destacam o benefício do intercâmbio social, especialmente entre donas-de-casa, que antes se viam restritas ao núcleo familiar. Para a FAO, a horticultura urbana e periurbana é muito importante para implementar melhorias sociais em favelas e bairros de famílias com baixo poder aquisitivo. Além de renda e alimentos, os pomares e hortas são um ambiente saudável, que oferece conexão com a natureza.
- Nanda Melonio - ((o))eco -


Novidades: reparou no cabeçalho do blog? Tenho páginas com dicas, frases e fotos ecológicas! Fique à vontade para ver e usar!

Bom final de semana!

8 comentários:

Lina disse...

Olá, Tetê! Adorei este texto! Esta ideia é maravilhosa e merecedora do prémio! É um exemplo a seguir, em todas as cidades do Planeta!
Fiz uma mini horta na varanda em vasos, é tão gostoso ver as plantinhas crescerem!
Beijinhos

Aliny disse...

tia D+ seu post....+ infelismente o povo nao q plantar soh querem colher ...+ concordo com a Lina eh um exemplo p ser seguido ...Bjinhux

ONG ALERTA disse...

Idéias maravilhosas plantar e poder colher, que todas as mães tenham seu dia iluminado, beijo Lisette.

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! Estou esperando sua visita!! Beijos azuis!

... Morgana disse...

Olá dinduxinha! Muito obrigada pela visita ao meu blog! Esse seu cantinho é muito bom... todos são muito bons! Uma semana radiante prá você! Beijos cintilantes. Morgana

Frida disse...

Olá querida! Valioso esse seu post! É uma grande alegria receber sua visita! Muito obrigada! Acabei de atualizar. Luz e Paz! Frida

Ane disse...

Eu adoraria ter uma horta pra cuidar,pena que não tem onde...Esta idéia é ótima!
Ei Tetê,mandei cartinha pra vc hoje!Beijos ecológicos!

MARY disse...

Olá,Amiga Tetê! Tudo bem?
Muito interessânte este projeto de micro-hortas! Poderá alimentar muitos!
Estou de volta com novas receitinhas na minha "Cozinha"!
Passe lá quando puder!
Ótimo Fim de Semana!
Beijinhos,
MARY.