sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Desastre ambiental em MT JÁ

Arraias, cascudos, matrinxãs, pacus e dezenas de ouras espécies de animais aquáticos de um trecho do rio Areões, de Nova Xavantina (MT), morreram na última semana por causa da poluição das águas causada por um frigorífico da região. A denúncia foi feita por e-mail ao Globo Amazônia pela internauta Beatriz Kemerich, cujos pais moram na região, e também foi checada em campo por fiscais do Ibama, que verificaram o crime ambiental.

O problema começou na última sexta-feira (7), quando fazendeiros das margens do Rio Areões perceberam que centenas de peixes mortos começaram a aparecer boiando na água. Eles acionaram técnicos da Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat), que analisaram a água e verificaram o baixo índice de oxigênio.

Nesta quarta-feira (12), fiscais do Ibama foram ao local e descobriram que a poluição havia sido causada por resíduos lançados pelo Frigorífico Independência, que fica nas margens de um afluente do Areões. A empresa foi interditada e multada em R$ 2 milhões.
Por meio de sua assessoria de imprensa, o frigorífico informou que uma equipe técnica está no local realizando análises. A empresa diz que só se pronunciará sobre o caso após a conclusão desses estudos.

De acordo com Nilton Padovan, promotor do Ministério Público Estadual de Mato Grosso que investiga o caso, esta já é a terceira vez em que peixes morreram por causa de dejetos lançados pelo frigorífico.Esta última foi a mais grave”, informa. Segundo o promotor, a análise da água comprova que a mortandade começou logo após o ponto em que o córrego proveniente do frigorífico deságua no Areões.

Por temer que novos acidentes aconteçam, o promotor estuda a possibilidade de entrar com uma ação civil pública pedindo a interdição judicial da empresa. “Se isso acontecer, o frigorífico ficaria interditado até que eles mostrassem que estão em condições de operar sem interferir no meio ambiente”, afirma.

Falta de oxigênio - Os estudos feitos nos laboratórios da Unemat mostram que a quantidade de oxigênio dissolvido na água estaria cerca de 20 vezes inferior ao padrão esperado. “Estava com 0,34 mg/litro, quando deve ser entre 5 a 8”, informa João Lima Filho, bolsista do laboratório de Ictiologia e Liminologia da universidade. “Temos toneladas de peixes mortos em uma grande extensão do rio Areões. A mortandade atingiu desde pequenos lambaris até pintados de um metro de tamanho”, relata.
- Fonte: G1 –
'''
É lamentável que isso ainda ocorra, né? Errar é humano,
mas pela terceira vez o frigorífico causa um desastre ecológico.
E pagar multa não resolve o problema!
É preciso que cada um faça a sua parte!
A internauta Beatriz fez a parte dela,
agora esperamos que os orgãos públicos façam a sua
e que o frigorífico seja severamente punido!
'''

7 comentários:

PAULA PEREIRA disse...

Olá Teresa, passei para desejar um bom fim de semana.
Beijinhos

PAULA PEREIRA disse...

Olá amiga retribui seu link no "Truques & Dicas"
Beijinhos e até breve

Paula

Semeadora disse...

Que gostoso chegar no blog e encontrar o seu comentário! Muito obrigada pela visita!Esse seu cantinho é uma benção, também! O Evangelizar é uma benção em azul e esse uma benção verde! Lindo! Paz e Bem!

elisabete cunha disse...

Minha doce Tetê

Saudade devc e belo trabalho linda, conte comigo!

beijo

Marisa Elsa disse...

Oi Tetê
Obrigada pela visista ao meu blog de tecnologia, ando com pouco tempo, parece que passou um vendaval em minha vida... Várias novidades na minha vida particular e no meu trabalho. Aqui em SC chove sem parar, são 15 semanas de chuva.
Sua visita é sempre motivo de alegria para mim...

Anjinho de Deus disse...

Olá Tetê! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita! Boa semana!Paz e Bem!

Zéza disse...

Oi querida! Vim agradecer a sua visita e avisar que já atualizei! No post de hoje tenho uma matéria sobre os reparos na Estação Espacial! Passa para ler sobre o assunto! Beijos azuis!